quinta-feira, 22 de março de 2012

Orgulho e Preconceito - Jane Austen

Capa do filme Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice).
   Nome: Orgulho e Preconceito
  Autor: Jane Austen
  Editora: Martin Claret
  Páginas: 304            

    Obra alegremente virtuosa faz com que o leitor mergulhe num universo em geral desconhecido , o das mulheres inglesas do final do Século XVIII.
                O estilo leve de escrita faz com que a história pareça superficial, e o tema, agradável por conveniência, sugere que tudo é, e sempre estará, perfeito, mas não se passa dessa forma.
                A narração é um reflexo límpido das exigências comportamentais da época, em que as aparências se sobrepunham à verdade interior, no entanto, o brilhantismo de Jane Austin é tanto que ao invés de mascarar o sentimento das personagens, ela o expõe de forma nua, utilizando-se principalmente de uma sutil e perspicaz ironia e de muito sarcasmo.
                Tal sarcasmo e ironia se devem, sobretudo, á personagem  principal Elizabeth Bennet, que é muito inteligente, alegre e tem um talento perfeito para a petulância  e a inconveniência.
                Os demais personagens são profundamente apresentados através de suas aparências e dos olhos de nossa querida Lizzie, de tal forma que somos levados a aceitar o mundo da forma que a personagem o apresenta e, considerando o espírito delicioso da personagem em questão, não é um problema.
                Quanto à história contada, ela é simples, cotidiana, é sobre uma família de classe média da Inglaterra do século XVIII, que vive em um pequeno condado onde todos se conhecem e são amáveis.
                A família é composta pelo Pai, Sr. Bennet, que é sarcástico e resignado, pela mãe,  Sra. Bennet, que é uma casamenteira sem escrúpulos, e das 5 filhas, Jane (inocente e de bom coração), Elizabeth (irônica e inteligente), Mary (arrogante e prepotente), Kitty (irritada e oferecida) e Lydia (fútil e selvagem).



As 5 irmâs Bennet.
                Toda a história começa quando chega à cidade um solteiro rico chamado Bingley e seu melhor amigo, e ainda mais rico, Sr. Darcy.
                Diante de tal oportunidade a Sra. Bennet não poderia deixar de apresentar suas filhas ao, que ela espera que seja,  futuro marido de uma delas...

                Tal enredo permite que se observe como o Orgulho pode deturpar relações sociais e como o Preconceito pode destruir sentimentos nobres ( dentre eles o Amor), permite também perceber a hipocrisia geral que acomete a sociedade e a falta de delicadeza em se submeter os sentimentos mais íntimos às conveniências comportamentais que buscam exatamente mostrar a almejada  “delicadeza de espírito”.
                Além disso, a história nos diverte com sutilezas que brilham em meio à hipocrisia como as estrelas brilham em noite de chuva, pois de tudo, o mais delicioso é a arte de Jane Austen em transformar o ordinário em algo belo, emocionante e divertido.

Postado por: Nádia Godoy

7 comentários:

Marina Risther Razzo disse...

Orgulho e Preconceito é um dos meus livros favoritos! Simplesmente me conquistou com sua dose perfeita de romance, irônia e humor. Jane Austen escreve de uma maneira que conquista como poucos conseguem fazer. É daqueles livros que nos entristecem quando terminamos, e cujos personagens levaremos em nossos corações pro resto de nossas vidas (priiiincipalmente Mr. Darcy, né não? auyahiahuahihauhai)
Ótimaresenha Nááá ;*

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Nádia! Já li Orgulho e Preconceito e amei! É um dos meus livros favoritos! Beijos!

http://www.newsnessa.com/

Pah Montanari disse...

Tão perfeito esse livrod a nossa queria Jane Austen. De todas as maravilhosas histórias dela essa é minha favorita...Lizzie é tãooo encantadora né?

Linda resenha!

Ágata Bresil disse...

Desde o dia que assisti o filme tenho muita vontade de ler o livro. Acho essa capa muito linda, mas acho que vou comprar a outra, mais clássica, o com essa capa ai é muito caro ;x

Eu gostaria de te elogiar o suficiente pela sua escrita, mas acho que não tem como, estou muito admirada com o seu jeito praticamente profissional de resenhar. Eu adorei e já estou seguindo aqui.

Depois que eu ler o livro vou reler a sua análise dele, para entender melhor a certas coisas que você se referiu.

Beijos. Tudo Tem Refrão

Unknown disse...

ESSE É UM DOS FILMES QUE EU + GOSTO

Unknown disse...

ESSE É UM DOS FILMES QUE EU + GOSTO

VITRINE CABELEIREIROS disse...

òtimo filme, nos transporta pra dentro da histório d tal forma qe suspiramos em cada cena!

Postar um comentário